quarta-feira, 1 de outubro de 2014

João = Baba O'Riley

O nome do cara é escrito "Neuton". Mas ele disse que a pronúncia é "Níuton", como no inglês "Newton". Tá certo, não gostamos de regras na linguagem, isso é coisa antiquada, inútil, coisa pra um cara como Newton ver - queremos tirar o H mudo, o U dentre o Q e o E e o Q e o I, o Ç etc.. Então meu filho vai se chamar João. João, mesmo, simples (vou manter o til, pra não parecer revolucionário demais). O nome vai ser João, mas a pronúncia vai ser "Baba O'Riley". Baba O'Riley, não interessa! Meu filho vai ter que exigir que a pronúncia certa seja "Baba O'Riley"! Serão muitas vezes? Não! Serão todas! Fui eu, pai do João (leia-se "Baba O'Riley"), que decidi a pronúncia do seu nome.

Dizem que a linguagem é feita pelas pessoas, por quem a fala. Só receio o momento em que a fala for-nos entregue por completo, e a confusão que vai ser quando "melda" for entendido como "mel"...

Nenhum comentário:

Postar um comentário