quinta-feira, 25 de julho de 2013

Parábola Divina

A maldade e aquilo que é natural se distinguem no momento em que o sapo abocanha a abelha e essa lhe aferroa a língua, mas mesmo assim - e sabendo de sua morte iminente - ainda ela se submete como alimento para seu penoso algoz... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário