quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Agora Ainda

Não consigo me aquietar com lembranças, fotografias de verões, canções que recordam momentos, conversas sobre o passado que não volta mais... Não consigo me conformar com nostalgia, com momentos isolados, férias, não consigo ficar com os sorrisos apenas na memória... Não consigo... Não consigo estar alegre com saudades, deixar no passado o que ficou de bom, ou esperar que se repita só no futuro... Quase não consigo conter as lágrimas por não mais vivenciar ou ter de esperar viver ainda, e nada de viver agora - e não viver agora o tempo todo. Não consigo ser feliz a trilhas sonoras de ocasiões, sempre dolorosas ainda que remontem a gargalhadas - ou até por isso mesmo. Gosto da sonoplastia da vida, do ruído do Presente, do eco do agora. Não consigo morrer com o que passou, só o que me agrada é viver... Aquele eu de antes ainda está aqui, o antes é que sempre me abandona...

Nenhum comentário:

Postar um comentário