quinta-feira, 24 de maio de 2012

Torpor Social

Pra quê pior droga que as novelas da Globo? Pra quê entorpecente mais danoso que o Caldeirão do Huck, o programa da Xuxa, a vulgaridade e a feiura da Regina Casé? Que narcótico dopa mais que a mídia mal caráter e religiosa brasileira? Talvez a politicagem e as próprias empresas de religião do país. Muito pior que o problema do tráfico deve ser as movimentações podres que transformam grupos de indivíduos numa massa uniforme de zumbis. E ao contrário das lendas e de Hollywood, são os mortos-vivos do Brasil que têm o cérebro devorado pelo monstro "SIST". Enquanto o fumante de baseadinho lê poemas e escuta Rock n' Roll e Mozart - e reflete doidão ao ponto de não mais confundir obedecer com respeitar - compreendendo sua capacidade de pensar por si próprio, os babões do certo e errado admitem sem notar que os pastores sociais lhes hipnotizem e convençam-lhes de que são ovelhas necessitadas de senhores. Ora, daí o que vemos é uma publicidade cretina contra estilos alternativos de vida taxar individualidades como pragas, sendo que o comportamento primitivo de seguir rebanhos é que causa paradoxos confusos em nome duma ordem que acaba por se tornar precursora do torpor caótico em que vivemos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário